Seu navegador tentou rodar um script com erro ou não há suporte para script cliente

Bem vindo,

17 de Novembro de 2019, 04:20

  • Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do

    Rio Grande do Sul

Início do conteúdo
Página inicial > Comunicação > Notícias > Regulamento dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário do Município de Uruguaiana é discutido em Audiência Pública
RSS
Publicação:
audiencia publica, agergs, uruguaiana
A AGERGS atua baseada na criação de incentivos, com o intuito de gerar mecanismos para aumentar a eficiência do sistema. - Foto: Cíntia Fuchs/ASCOM AGERGS

Regulamento dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário do Município de Uruguaiana é discutido em Audiência Pública

A Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Rio Grande do Sul (AGERGS) realizou, na quarta-feira (02), Audiência Pública para discutir sobre a proposta de alteração do regulamento dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário do Município de Uruguaiana. A atividade ocorreu na Sala de Sessões da Autarquia e foi conduzida pelo relator do processo, o Conselheiro Luiz Dahlem.

Após a aprovação da Resolução Homologatória nº 171/2018, a qual permitia a cobrança dos débitos pretéritos em uma fatura distinta da fatura atual do consumidor, a Concessionária relatou à Agência Reguladora que houve aumento na inadimplência, passando de 18% para em torno de 60%. “Devido a isso, a proposta que está sendo feita é a de possibilitar a cobrança dos débitos pretéritos juntamente com a cobrança atual dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário na mesma fatura, a fim de evitar o crescimento ainda maior da inadimplência das dívidas anteriores”, explica o Diretor de Tarifas, Carlos Alvim.

Segundo Alvim, a AGERGS atua baseada na criação de incentivos, com o intuito de gerar mecanismos para aumentar a eficiência do sistema. “Como consequência, menores custos serão gerados para os prestadores dos serviços, resultando, assim, em menores tarifas aos consumidores”, ressalta o Diretor.

Texto: Cíntia Esther Fuchs/ASCOM AGERGS

AGERGS - Agência de Regulação